Aracaju - SE
Aracaju - SE

Capital Aracaju - SE                            
Area (Km²)   21 910,348
Números de Municípios 75
População estimada em 2010 2 068 031

 

 
Nossa Senhora das Dores 1 - SE Nossa Senhora das Dores 2 - SE Nossa Senhora das Dores 3 - SE Nossa Senhora das Dores 4 - SE

Nossa Senhora das Dores - SE

Nossa Senhora das Dores - SE                          Sergipe - SE                                                             
População 24.579
Nossa Senhora das Dores é um município brasileiro do estado de Sergipe.

Localiza-se a uma latitude 10º29'30" sul e a uma longitude 37º11'36" oeste, estando a uma altitude de 204 metros. Sua população estimada em 2007 era de 23.800 habitantes. Fica a 72 km de Aracaju e a 392 km de Salvador.

Possui quatro agências bancárias (Banco do Brasil, Caixa Economica, BANESE e Banco do Nordeste)

Possui uma área de 482,6 km².

História

A história de Nossa Senhora das Dores começa em 4 de outubro de 1606, quando Pero Novais de Sampaio obteve uma carta de sesmaria, de duas léguas de terras devolutas, doadas pelo capitão-mor Nicolau Felipe de Vasconcelos. O objetivo inicial era a criação de gado, mas foi a produção de algodão que alavancou a economia dorense. O município nasceu com o nome Enforcados, um lugar utilizado para aprisionamento e sacrifício de índios. Segundo constatação do escritor Laudelino Freire, o nome foi mudado para Nossa Senhora das Dores por um missionário que foi pregar uma Santa Missão na comunidade. Até hoje não se sabe o nome desse pregador nem a data da mudança. Acredita-se que tenha ocorrido no início do século XIX, baseado numa carta do juiz de Paz, assinada como povoação de Nossa Senhora das Dores. Mas há outros documentos oficiais, ao mesmo tempo, que falam em Enforcados. O que dá a entender que o nome, apesar de mudado, persistiu por algum tempo. Em 28 de abril de 1858, a povoação foi elevada à categoria de freguesia e distrito administrativo, permanecendo assim durante 61 anos. Finalmente no dia 23 de outubro de 1920 passou à categoria de cidade, desmembrada dos municípios de Capela e Divina Pastora.dheia santos

Economia

Umas das principais atividades econômicas do município é a pecuária, no entanto, a cidade se destaca como pólo do serviço e comércio da microrregião. E atualmente está desenvolvendo-se a atividade açucareira,com implantação de uma usina de beneficiamento desta materia prima.

Turismo

Em novembro a festa mais conhecida da região: A grande festa do boi, além das festas da padroeira realizada todos os anos em 15 de setembro, a micarense no mês de maio e o aniversário da cidade em outubro. As pousadas e churrascarias Coco Verde I e II são uma boa opção para provar da culinária tradicional do interior sergipano.

Educação

Atualmente conta com quatro pólos de ensino superior: Universidade Tiradentes - UNIT, Universidade Federal de Sergipe - UFS, Universidade Vale do Acaraú - UVA e a Faculdade de Administração e Contabilidade - FAC, sendo esta última 100% dorense, que ministra cursos presenciais de Administração, Contabilidade e Pedagogia. Além de várias escolas como o Colégio Cenecista Regional Francisco Porto, o Centro Educacional "João Paulo II", O Colégio Estadual General Calazans e o Colégio Estadual Fernando Azevedo.

Desenvolvimento

Nos últimos dez anos a cidade se desenvolveu em vários setores, na habitação, foram criados vários loteamentos, pavimentadas dezenas de ruas, construídas centenas de casas; no transporte, foram implantados os serviços de moto-táxi local e táxi lotação, este último facilita a locomoção de passageiros à capital; no setor tecnológico, todas operadoras de celular da nossa região têm amplo sinal em todo perímetro da cidade, que também já conta com seu próprio portal, Pronet , onde se aborda principalmente tópicos locais. Em julho/2008, foi inaugurado o provedor de Banda larga, PRONET, que possibilitou a instalação da internet nos órgãos municipais, comércio, residências e viabilizou a existência de lan houses pela cidade, interligando digitalmente a população ao mundo. Dores, como é gentilmene chamada por seus habitantes, é uma cidade pacata, de gente bonita e hospitaleira.

Política

Seu atual prefeito é Aldon Luiz (PSB), eleito com 6.237 dos 13.936 votos válidos, tendo como vice-prefeito Dr. Gilberto (PT). Aldon assume seu pleito com carência em áreas primordiais a qualquer civilização, saúde e educação, mas conta com a hospitalidade, criatividade e principalmente a garra desta pacata cidade que se desenvolve em meio a tantos obstáculos.

Tradição

O município mantém a tradição religiosa-cultural já centenária dos penitentes. O movimento adquiriu um cunho religioso a partir de promessas feitas por pessoas que viam na penitência a maneira mais correta de agradecer as graças recebidas. Apenas homens são recebidos no grupo dos penitentes. Eles ficam envoltos em túnica e capuz brancos, cobrindo todo o corpo e rosto. Toda Sexta-Feira da Paixão eles percorrem cruzeiros e santa-cruzes do subúrbio da cidade, durante um período de sete anos seguidos, entoando preces e cânticos em intenção das almas sofredoras. Esse movimento cresceu bastante pelo fato de que um dos coordenadores permitiu a entrada de pessoas com menos de dezoito anos, o que antes não era possível. A divulgação dessa procissão fez com que as pessoas de outros lugares e até mesmo os próprios dorenses comparecessem ao movimento, perdendo o receio de acompanhar a peregrinação.