Florianópolis - SC
Florianópolis - SC

Capital Florianópolis - SC                             
Area (Km²)   95 346,181
Números de Municípios 293
População estimada em 2010       6,248,436

 

 
Balneário Gaivota 1 - SC Balneário Gaivota 2 - SC Balneário Gaivota 3  - SC Balneário Gaivota 4  - SC

Balneário Gaivota - SC

Balneário Gaivota - SC                             Santa Catarina - SC                                  
População 8.244
Balneário Gaivota é um município brasileiro do estado de Santa Catarina.

Localiza-se a uma latitude 29º09'24" sul e a uma longitude 49º34'46" oeste, estando a uma altitude de 7 metros. Sua população estimada em 2004 era de 6 298 habitantes.

Possui uma área de 151,462 km².

Pela década de 1920, a família do pescador Gildo Coelho, atraída talvez pela beleza de suas praias e pela pesca farta, fixa residência às margens de um pequeno arroio, que atualmente corta o centro da cidade de Balneário Gaivota. Inicia-se assim um pequeno povoado, que logo foi chamado arroio do Gildo. Tinham um vida simples de pescador, tirando do mar, através de equipamentos e técnicas bastante rudimentares, o alimento básico de sua família, o peixe e outros frutos do mar.

O excesso do pescado era levado até a cidade próxima, Sombrio. Lá era vendido e, com o dinheiro adquirido, o restante necessário à sobrevivência do grupo era então comprado: querosene, sal, farinha de mandioca, açúcar, etc. Criavam ainda galinhas, porcos e algum gado bovino.

Com o passar dos anos, por volta de 1940, moradores de Sombrio começaram a construir pequenas casas que serviriam como área de descanso e lazer, especialmente no verão e períodos de férias.

Começa assim a comunidade, antes apenas de pescadores, a surgir como balneário, que tão logo, devido à beleza e permanência de inúmeras gaivotas, começa a ser chamada de Praia da Gaivota.

A primeira casa de veraneio construída foi a de José Quartieiro. Em seguida, outras começaram a surgir, como por exemplo as dos senhores: Ângelo André, Joventino Pereira, Agenor Rocha, etc. Para cá também se dirigem, mais ou menos por esta época, novas famílias de pescadores: a do senhor Damásio, que fixa residência ao norte do então Arroio do Gildo, e José Pedro e Deodomelo Félix, ao sul. Seus moradores, durante muitos anos viveram uma vidinha simples e tranqüila, interrompida apenas durante o verão por estas famílias que aqui construíram suas casas.

Eram famílias descendentes de açorianos e, como a maioria dos portugueses, católicos apostólicos romanos. Com o passar dos anos novos moradores fixaram aqui residência e conseqüentemente a população foi crescendo, chegando no ano de 2000 a um total aproximado de 5 450 habitantes, sendo 2 748 do sexo masculino e 2 702 do sexo feminino. O maior número da população é urbana: 2 977 por 2 473 na zona rural.

História

O território onde hoje se localiza o município, teve como primeiros habitantes os índios Carijós. Estes, por sua vez, por apresentarem natureza dóceis, sempre tiveram um bom relacionamento com os visitantes que pisaram as terras de Sombrio por volta de 1534, oriundos de Buenos Aires, até então, colônia Espanhola.

Posteriormente, colonizadores portugueses começaram a chegar e em 1830, adquiriram as chamadas "sesmarias", iniciando a colonização.

Deu-se então o desenvolvimento da região e o natural aproveitamento da área litorânea, para a exploração da pesca e do lazer.

Com a intensificação destas atividades, a ocupação do litoral foi muito grande, provocando em 30-08-90, a promulgação da lei nº 770, que criava o distrito de Balneário Gaivota. Depois deste ato, cresceu a mobilização da população local interessada na emancipação do então distrito de Sombrio. Este movimento, culminou com a criação da Comissão de Emancipação de Balneário Gaviota. Cumprindo todos os passos determinados pela legislação vigente, a Comissão viu coroada de êxito sua iniciativa e esforço, quando em 29 de dezembro de 1995, o Governador do Estado de Santa Catarina sancionou a lei nº 10054, criando o município de Balneário da Gaivota. Seu primeiro Prefeito eleito foi o Sr. Everaldo João Ferreira, em 03 de outubro de 1996. Em 1196, o censo realizado pelo IBGE, constatou uma população de 4.344 habitantes no município. Atualmente, estima-se que este número já tenha ultrapassado os 5.500. Na temporada de veraneio, estima-se média de 15.000 pessoas.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Balneário Gaivota, pela lei municipal nº 770, de 30-08-1990, subordinado ao município de Sombrio. Em divisão territorial datada 17-I-1991, o distrito de Balneário Gaivota figura no município de Sombrio.

Elevado à categoria de município com a denominação de Balneário Gaivota, pela lei estadual nº 10054, de 29-12-1995, desmembrado de Sombrio. Sede no antigo distrito de Balneário Gaivota. Constituído de distrito sede. Instalado em 01-01-1997.

Em divisão territorial datada de 15-VII-1997, o município é constituído de distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.