5a282c4f
Porto Velho - RO

Capital Porto Velho - RO                             
Area (Km²)   237 576,167
Números de Municípios 52
População estimada em 2010        1 562 409

 

 
Porto Velho 1 - RO Porto Velho 2 - RO Porto Velho 3 - RO Porto Velho 4 - RO

Porto Velho - RO

Porto Velho - RO                                 Rondônia - RO                                   
População 435.732
Porto Velho é um município brasileiro, Centro regional metropolitano, capital e o maior município, tanto em extensão territorial quanto em população, do estado de Rondônia.

O município possui uma população de 435.732 habitantes (46º maior município do Brasil) divididos em uma área territorial de 34.068,50 km², o que resulta em uma densidade demográfica de 12,78 habitantes por km². Também possui a maior população entre todos os municípios fronteiriços do Brasil (o município faz fronteira com a Bolívia). A sede localiza-se à margem direita do rio Madeira, o maior afluente da margem direita do Rio Amazonas.

Fundada em 1914 com a construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. Foi elevada a cidade do Amazonas em 1914 com o atual nome, sendo apenas legalmente transformada em capital e cidade de Rondônia no ano 1943.

Atualmente Porto Velho vive um momento de grande expansão populacional e econômica, sendo uma das capitais que mais crescem no Brasil.Há dois anos atrás foi inaugurado um shopping center na cidade e um com obras em andamento (Porto Velho Shopping e o Porto Madeira Shopping respectivamente), opção que o município carecia há tempos. Infelizmente as obras do Porto Madeira estão atrasadas devido a construção ser também de responsabilidade pública, por este motivo a data está sempre sendo modificada.

História

ornado município do Amazonas em 2 de outubro de 1914, Porto Velho foi criada por desbravadores por volta de 1907, durante a construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré.

Desde meados do século XIX, nos primeiros movimentos para construir uma ferrovia que possibilitasse superar o trecho encachoeirado do rio Madeira (cerca de 380 km) e dar vazão à borracha produzida na Bolívia e na região de Guajará-Mirim, Santo Antônio do Madeira, província de Mato Grosso, foi a localidade escolhida para construção do porto onde o caucho seria transbordado para os navios, seguindo então para a Europa e os Estados Unidos da América.

As dificuldades de construção e operação de um porto fluvial, em frente aos rochedos da cachoeira de Santo Antônio, fizeram com que construtores e armadores utilizassem o pequeno porto amazônico localizado 7 km abaixo, em local muito mais favorável.

Emancipações

Tornou-se município em 1914, quando ainda pertencia ao Estado do Amazonas. Em 1943, passou à condição de capital e, juntamente com o município de Guajará-Mirim, passou a constituir o Território Federal do Guaporé, que em 1956 passou a ser denominado Rondônia, vindo a ser elevado à categoria de estado (subdivisão) em 4 de janeiro de 1982.

Crescimento demográfico

Em 15 de janeiro de 1873, o Imperador Dom Pedro II assinou o Decreto-Lei nº 5.024, autorizando navios mercantes de todas as nações a subirem o rio Madeira. Em decorrência, foram construídas modernas instalações de atracação em Santo Antônio, que passou a ser denominado Porto Novo.

O porto velho dos militares continuou a ser usado por sua maior segurança, apesar das dificuldades operacionais e da distância até Santo Antônio, ponto inicial da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré.

Percival Farquhar, proprietário da empresa que afinal conseguiu concluir a ferrovia em 1912, desde 1907 usava o velho porto para descarregar materiais para a obra e, quando decidiu que o ponto inicial da ferrovia seria aquele (já na província do Amazonas), tornou-se o verdadeiro fundador da cidade que receberia o nome Porto Velho.

A cidade nasceu e cresceu a partir das instalações ferroviárias da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. Graças aos tantos ciclos econômicos que se seguiram (exploração de borracha e posteriormente de cassiterita e de ouro), o município foi se consolidando e acolhendo os migrantes que hoje formam a sua população.

Moravam cerca de mil pessoas quando a obra da construção da Estrada de Ferro foi concluída, grande parte funcionários da empresa construtora.

Geografia

A capital rondoniense se localiza na parte oeste da Região Norte do Brasil, na área abrangida pela Amazônia Ocidental no Planalto Sul-Amazônico, uma das parcelas do Planalto Central Brasileiro.

Relevo

O relevo do município é pouco acidentado, não apresentando grandes elevações ou depressões, com variações de altitudes que vão de 70 metros a pouco mais de 600 metros. A região situa-se no vale do rio Madeira, entre a planície amazônica e o planalto central brasileiro.

Clima

O clima predominante é o tropical superúmido, caracterizado por ser muito quente mas mesmo assim provido de bastante umidade. Situa-se em transição com o clima semi-úmido da região centro-oeste e o clima equatorial predominante na região norte do Brasil.

Temperaturas:

    Temperatura média anual: 25;°C;
    Máxima absoluta: 42°C
    Mínima absoluta: 6  °C;
    Média das máximas: 35 °C;
    Média das mínimas: 21 °C.

Hidrografia

Porto Velho está localizada na Bacia do rio Amazonas, e o rio Madeira é o principal rio que banha o município, vindo do sul da Bolívia,

Os principais rios são

    Rio Madeira (principal braço direito do rio Amazonas): banha Porto Velho, possui grande quantidade de ouro em seu leito e até pouco tempo, na época da vazante, abrigava 30 mil garimpeiros. Seu curso é dividido em dois níveis: Alto Madeira, trecho das cachoeiras e corredeiras, e o Baixo Madeira. Dois lagos se destacam pela sua importância biológica: Lago do Cuniã, com 104 mil hectares, na reserva biológica de Cuniã, e Lago Belmont, no rio Madeira. O rio tem pesca abundante, destacando-se os seguintes peixes: piraíba, jaú, dourado, caparari, surubim, pirara, piramutaba, tambaqui, tucunaré, jatuarana, pacu, pirapitinga, curimatá, a piranha preta e o terrível candiru.

    Rio Abunã (afluente da margem direita do rio Madeira): faz a delimitação da fronteira entre Brasil e Bolívia, banha o distrito de Fortaleza do Abunã e nasce no Acre.
    Rio Mutum-Paraná.
    Rio Jacy-Paraná.
    Rio Candeias do Jamari.
    Rio Ji-Paraná (rio Machado).

Turismo

Porto Velho tem um imenso potencial turístico, devido ao seu patrimônio histórico, natural e humano. É a 8ª cidade da Região Norte que mais recebe turistas que buscam lazer, 5º destino de turistas que vem a negócios e eventos e a 7ª de turistas que vem a capital a outras opções.

As atrações históricas são a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, a Catedral do Sagrado Coração de Jesus, o Cemitério da Candelária, a sede da Arquidiocese, o terminal ferroviário, a locomotiva Coronel Church (a primeira máquina vinda para a Amazônia, em 1872), as Caixas D'Água (símbolos da cidade, edificadas pelos ingleses), a igreja de Santo Antônio do rio Madeira e sua belíssima cachoeira, marco inicial de Porto Velho.

    As Três Caixas D'Água: vindas em módulos metálicos dos Estados Unidos. A primeira foi erguida em 1910 e as outras duas em 1912.
    Estrada de Ferro Madeira-Mamoré: apesar de ter sido um centro ferroviário, a cidade não conta mais com o passeio de trem, que foi desativado por falta de conservação da linha, que acabou ruindo por conta de um temporal.

Centros de Compras e Lazer

Porto Velho Shopping

O Porto Velho Shopping é o mais completo centro de compras, serviços e lazer da cidade.

Abriga lojas de grandes marcas regionais e nacionais, muitas delas encontradas em Rondônia apenas no Porto Velho Shopping. Moda, tendências, diversão, ampla praça de alimentação com capacidade de 600 lugares e 14 lojas de fast food, com 157 lojas satélite, 6 Mega lojas, 4 lojas âncoras, 5 salas de cinema multiplex, Planet Park, Faculdade. Localizado na Av. Rio Madeira, esquina com Av. Calama.

Porto Madeira Shopping

O Porto Madeira Shopping é um shopping localiza-se na Av. Guaporé, esquina com a BR-364, sem previsão para sua inauguração, inicialmente prevista para 10 de dezembro de 2010.

Quando concluído, será o maior shopping center do estado de Rondônia, superando o Porto Velho Shopping, atualmente o único da capital e um dos dois existentes no estado (somando-se a este, o Park Shopping Vilhena, na cidade de Vilhena, RO). O shopping contará com 180 lojas satélite, 7 lojas âncoras, incluindo 1 hipermercado, 4 mega lojas, 6 salas de cinema Multiplex Stadium, praça de alimentação com capacidade de 400 lugares, 17 lojas de alimentação e estacionamento com pouco mais de 2.000 vagas.

Educação

Ensino infantil, fundamental e médio

Existem poucas escolas particulares e estas se encontram praticamente sem vagas, devido ao grande afluxo populacional que a construção das usinas hidrelétricas já começou a atrair.

Ensino superior

Porto Velho conta com uma universidade pública — UNIR — e as seguintes faculdades particulares: Faculdade São Lucas, FARO, FATEC, FIMCA, FIP, Universidade Católica de Rondônia, UNIRON, ULBRA e IMAm - Instituto Metodista da Amazônia. Os cursos ministrados virtualmente contam com alguns pontos de presença de faculdades e universidades de outras cidades do país.

Os três cursos de Medicina, de Direito, de Engenharia e outros bem cotados têm atraído muitos estudantes do interior e de estados vizinhos, tornando esta capital uma cidade universitária.

Cultura e sociedade

    Centros culturais: Casa de Cultura Ivan Marrocos, para exposições diversas.
    Teatro: Teatro Municipal Banzeiros, Teatro do SESC e Teatro do SEST-SENAT.
    Salas de Cinema: oito salas de cinema, sendo o Cine Rio, Cine Veneza e Cine Araújo (5 salas Multiplex no Porto Velho Shopping).
    Museus: Museu da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré.
    Shoppings: Porto Velho Shopping, com 150 lojas, 3 andares e cinco salas de cinema e Porto Madeira Shopping (EM CONSTRUÇÃO), com 180 lojas, 2 andares e 6 salas de cinema.
    Leitura: Biblioteca municipal, bibliotecas em várias instituições de ensino, tanto superior quanto médio, livrarias como Exclusiva, Nobel e Dimensão e sebos como Carlos Gomes e Revistaria Central.
    Calendário de eventos anuais: Expovel é a festa agropecuária de Porto Velho, que se inicia com uma grande cavalgada; a peça "O homem de Nazaré", encenada na cidade cenográfica Jerusalém da Amazônia; o festival de música independente chamado Festival Casarão; Micaretas (carnavais fora de época), sendo a principal o Bloco Maria Fumaça; o Arraial Flor do Maracujá, o maior da cidade.
    Culturas populares e folclóricas são oriundas de todas as partes do Brasil e de outros países, trazidas com os imigrantes.

Nas manifestações musicais existem os blocos de carnaval, grupos de rock, MPB, forró, pagode, sertanejo e bailões, axé, músicas gaúchas (CTG), quadrilhas, reggae, Bumba-meu-boi/Boi Bumbá, dentre vários outros grupos diversos.

    Diversos bares e casas de shows complementam as opções culturais dos porto-velhenses e seus visitantes.

Lazer

Além de se refugiarem nas várias chácaras, sítios e fazendas próximas à cidade, é comum os moradores da cidade buscarem os balneários nos finais de semana, o que inclui os balneários locais (o do Rio Bonito, do Souza, do 21 e outros) e alguns localizados nos municípios vizinhos, como o do Rio Preto, em Candeias do Jamari. Os igarapés mais conhecidos são Periquitos e Areia Branca. Estas verdadeiras praias de água doce são uma das principais fontes de lazer da família porto-velhense. Alguns desses "banhos" possuem uma grande infraestrutura para receber centenas de banhistas nos finais de semana, como restaurantes, pousadas, quadras e campos de futebol.

Esportes

A Capital tem quatro representantes na primeira divisão do Campeonato Rondoniense de Futebol: Sport Club Genus de Porto Velho, Moto Esporte Clube, Sport Clube Shallon e Cruzeiro Esporte Clube. O clube de maior torcida é o Moto Esporte Clube também sendo esse o mais antigo em atividade fundado ainda na década de 40. No ano de 2009 o programa Esporte Espetacular em um quadro denominado "Clássicos Perdidos", enfocou aquele que foi um dos maiores clássico regionais do Brasil, Moto Clube contra Ferroviário, que arrastava multidões para o Estádio Aluizio Ferreira. Era comum nesse clássico alguns jogadores de renome no Brasil como Garrincha e Rivelino virem a Porto Velho disputar o clássico jogando em um dos dois times. Hoje o esporte de Porto Velho não tem o seu devido valor ficando em segundo plano, entretanto ja saiu daqui vários ídolos do esporte como a jogadora de futebol Neném que foi formada pelo clube Ypiranga e jogou pela seleção brasileira, disputando diversos campeonatos entre 1995 e 2000.