Pernambuco - PE
Recife - PE

Capital Recife - PE                            
Area (Km²)   98 311,616
Números de Municípios 185
População estimada em 2010 8 796 032

 

 
Araçoiaba 1 - PE Araçoiaba 2 - PE Araçoiaba 3 - PE Araçoiaba 4 - PE

Araçoiaba - PE

Araçoiaba - PE                                        Pernambuco - PE                                  
População 18.144
Araçoiaba é um município brasileiro do estado de Pernambuco.

É constituído do distrito sede.

História

Desmembrado do território de Igarassu, Araçoiaba é o município mais novo de Pernambuco, criado em 14 de julho de 1995. O desmembramento foi feito com base na Lei Estadual Complementar n° 15 de 1990, que permitia a um município ou vila solicitar emancipação, desde que atendesse alguns requisitos, tais como ter população superior a 10 mil habitantes e que o total de eleitores fosse maior que 30% desta população.

Até o início do século XIX, Araçoiaba era conhecida por Chã do Monte Aratangi e, depois, por Chã de Estevão. O distrito de Chá do Estevão foi criado pela lei municipal nº 42, de 10 de fevereiro de 1920, subordinado ao município de Igarassu, então chamado de Iguaraçu.

Pelo decreto-lei estadual nº 235, de 9 de dezembro de 1938, o distrito de Chá do Estevão passou a denominar-se Igarassu. No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o distrito passou a denominar-se Arassoiaba, pertencendo ao município de Igarassu, ex-Iguaraçu. Pela lei estadual nº 1819, de 30 de dezembro de 1953, o distrito de Arassoiaba teve sua grafia alterada para Araçoiaba.

A emancipação política ocorreu em 1995, pela lei estadual nº 11230, de 13 de julho de 1995, tendo como sede o antigo distrito de Araçoiaba. Foi instalado em 1 de janeiro de 1997. É o município mais novo de Pernambuco. Foi criado com base na na Lei Estadual Complementar n° 15 de 1990, que permitia a um município ou vila solicitar emancipação, desde que atendesse alguns requisitos, tais como ter população superior a 10 mil habitantes e que o total de eleitores fosse maior que 30% desta população.

O topônimo Araçoiaba é uma composição das palavras em tupi: ara: sol, tempo + çoyaba: cobertura, anteparo. Significa "chapéu" ou "morro em forma de chapéu".

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Chá do Estevão, pela lei municipal nº 42, de 10-02-1920, subordinado ao município de Iguaraçu.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Chá do Estevão. Figura no município de Iguaraçu.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 235, de 09-12-1938, o distrito de Chá do Estevão passou a denominar-se Igaraçu.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o distrito já denominado Arassoiaba figura no município de Igaraçu ex-Iguaraçu.

Em divisão territorial datada de de 1-VII-1950, o distrito de Arassoiaba figura no município de Igaraçu.

Pela lei estadual nº 1819, de 30-12-1953, o distrito de Arassoiaba teve sua grafia alterada para Araçoiaba.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o distrito já grafado Araçoiaba permanece no município de Igaraçu.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VI-1995.

Elevado à categoria de município com a denominação Araçoiaba, pela lei estadual nº 11230, de 13-07-1995, desmembrado de Igarassu. Sede no antigo distrito de Araçoiaba. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1997.

Em divisão territorial datada de 15-VII-1997, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2003

Alteração toponímica distrital

Chá de Esteves para Arassoiaba alterado, pelo decreto-lei estadual nº 235, de 09-121938.

Alteração de grafia

Arassoiaba para Araçoiaba, teve sua grafia alterada pela lei estadual nº 2819, de 30-121953.

Geografia

O relevo do município está inserido predominantemente na unidade geoambiental dos Tabuleiros Costeiros. A vegetação nativa é a Floresta subperenifólia, com partes de Floresta subcaducifólia e transição cerrado/ floresta.

Araçoiaba insere-se nos domínios do Grupo de Bacias Hidrográfica de Pequenos Rios Litorâneos e tem como principais tributários são os Rios Tabatinga, Jarapiá, Cumbe, Pilão, Água Choca e Catucá, e os riachos Sto. Antônio, Purgatório, Xixó, Trapuá, Sete Córregos e d’Aldeia. Alguns têm regime perene. Conta ainda com a Barragem de Botafogo, com capacidade de acumulação de 28.800.000 m³.