Pernambuco - PE
Recife - PE

Capital Recife - PE                            
Area (Km²)   98 311,616
Números de Municípios 185
População estimada em 2010 8 796 032

 

 
Cabrobó 1 - PE Cabrobó 2 - PE Cabrobó 3 - PE Cabrobó 4 - PE

Cabrobó - PE

Cabrobó - PE                                           Pernambuco - PE                                  
População 32.789
Cabrobó é um município brasileiro do estado de Pernambuco,

localizada no sertão do São Francisco. Está situado na RIDE polo Petrolina e Juazeiro. Região Integrada de Desenvolvimento. A Cidade é ponto de partida do eixo norte da Transposição do Rio São Francisco, e tem a agricultura como fonte de Renda principalmente produtos como Arroz e Cebola.

História

Segundo registros históricos, inicialmente viviam na região índios das tribos Truká e Pancararus. O nome Cabrobó é de origem indígena e significa "árvore ou mato de urubus". Vem de "caa" - árvore e "orobó" - urubu.O povoamento de Cabrobó teve início na metade do século XVIII, em torno de uma aldeia de índios. Administrativamente, o município é formado pelo distrito sede e pelos povoados de Aldeia Indígena N. S. da Assunção, Ilha de Assunção Mãe Rosa e Murici. Anualmente, no dia 11 de setembro, Cabrobó comemora a sua emancipação política. A padroeira da cidade é Nossa Senhora da Conceição.

Está entre as 25 melhores cidades de Pernambuco com um IDH de 0.691, e a renda per capita anual entre as 50 melhores, tem a 55º melhor economia do estado. De 1991 á 2000 o crescimento do IDH da cidade foi um dos maiores do estado saltou de 0.572 = 0.691 com um total de 0.119. Ocupa a 25ª posição no Ranking Estadual, e a 3151ª no Nacional.

Geografia

Localiza-se a uma latitude 08º30'51" sul e a uma longitude 39º18'36" oeste, estando a uma altitude de 325 metros. Sua população estimada em 2004 era de 28 165 habitantes. Margeada pelo Rio São Francisco, que durante uma inundaçao fez nascer a Ilha de Assunção, ocupada pela tribo Truká.

Histórico

Segundo relato de descendentes de primitivos de moradores, o local era habitado por indígenas conhecidos como Rodelas de Cabrobó. Depois, o Sr. Francisco Dias Dávila II, pertencente à dinastia sertanista da Casa da Torre, instalou-se com uma fazenda de criação de gado, que prosperou a ponto de receber o título de Paróquia, sabendo-se de sua existência já em 1696.

Anos mais tarde, índios Cariris invadiram-no e se apossaram da Ilha de Assunção, formada pelo Rio São Francisco.

Dados históricos encontrados no Dicionário Geográfico, Histórico e Estatístico de Sebastião Galvão, no começo desse século, o povoado onde atualmente é a sede do Município, era conhecido pelo nome de Brejão de Santa Cruz.

Por essa razão, foi erguida na localidade uma capela dedicada à Santa Cruz. Por ser uma região de clima agradável e de vegetação abundante, recebeu inicialmente, o nome Brejão, topônimo que foi adotado definitivamente, quando da criação do Município.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Cabrobó, pelo alvará de 14-11-1786.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Cabrobó, pela lei provincial nº 345, de 1305-1854. Desmembrado de Boa Vista. Sede na povoação de Cabrobó. Constituído do distrito sede. Instalado em 08-11-1854.

Pela lei provincial nº 1835, de 12-03-1885 e municipal nº 2, de 01-12-1892 é criado o distrito de Belém.

Pela lei estadual nº 597, de 07-05-1903, transfere a sede do município de Cabrobó para a vila de Belém de Cabrobó. Sob a mesma lei elevada a vila à condição de cidade.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 2 distritos: Cabrobó e Belém de Cabrobó.

Pela lei estadual nº 1641, de 10-05-1924, o município de Cabrobó passou a denominar-se Belém de Cabrobó.

Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Cabrobó, pela lei estadual nº 1931, de 11-09-1928, desmembrado de Belém. Sede no antigo distrito de Cabrobó. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1929.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de distrito sede.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 2 distritos: Cabrobó e Orocó.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela lei estadual nº 4976, de 20-12-1963, desmembra do município de Cabroró o distrito de Orocó. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de I-I-1979, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Possui uma área de 1.629,9 km² e sua economia é voltada para agricultura irrigada, com plantações de arroz, feijão, melão, batata-doce, banana, cebola, melancia, tomate, milho e manga. É o município maior produtor de arroz do estado, sobretudo na Ilha de Assunção, onde 3500 índios Truká vivem do seu plantio. Outra atividade econômica é a pecuária de corte, com destaque para a caprinocultura extensiva.

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005. Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

O município de Cabrobó encontra-se na unidade geoambiental da Depressão Sertaneja, paisagem típica do semiárido nordestino. A vegetação é a Caatinga Hiperxerófila com trechos de Floresta Caducifólia.

O clima é Tropical Semiárido, com chuvas de verão Entre novembro e abril). A precipitação média anual é de 431,8 mm.

Segundo o IBGE, Cabrobó é um dos núcleos de avanço da desertificação no país, devido à agricultura inadequada.

O lema do município é: Cabrobó, Desenvolvimento, Trabalho e Paz.

O município está inserido nos domínios da Macro Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e do Grupo de Bacias de Pequenos Rios Interiores. Os principais tributários são o Rio São Francisco e os riachos Salgueiro, Terra Nova, do Boqueirão, da Cacimbinha, do Cupiará, do Angico, da Areia, Boa Esperança, da Cachoeirinha, Ju á e das Caieiras. ã exceção do Rio São Francisco, todos possuem regime intermitente. O município conta com o açude Barra do Chapéu (1.600.000 m³).

Transposição do Rio São Francisco
Transposicao S Francisco.jpg

A cidade é ponto de partida do eixo norte da Transposição do Rio São Francisco, A cidade Cresceu muito a partir da chegada da Transposição, e junto também a Populção, Atualmente a o Canal Já está quase terminado. Este eixo irá levar água para os estados do Ceará, Paraíba, e o Proprio Pernambuco, a Cidade recebeu a visita do Presidente Lula, em 2010 que veio ver a obra. segundo técnicos ela gerou muitos empregos na cidade.