Pernambuco - PE
Recife - PE

Capital Recife - PE                            
Area (Km²)   98 311,616
Números de Municípios 185
População estimada em 2010 8 796 032

 

 
Carnaíba 1 - PE Carnaíba 2 - PE Carnaíba 3 - PE Carnaíba 4 - PE

Carnaíba - PE

Carnaíba - PE                                          Pernambuco - PE                                  
População 18.585
Carnaíba é um município brasileiro do estado de Pernambuco.

História

A palavra Carnaíba, é uma corruptela de Carnauba, árvore existente em abundancia no local, pois nos festejos Antoninos, as barracas eram cobertas com folhas dessas árvores.

Segundo inscrições e desenhos ainda existentes em pedras e furnas localizados no município, esses indícios nos levam a crer que nessas localidades poderiam ter servido de habitação para oborígenes, primeiramente os índios Carirís, que foram abandonando as terras pouco a pouco, até a chegada dos povos civilizados, pela metade do século XVIII. Seu território pertencia à Casa da Torre de Garcia D'avila, conforme o livro de tombo da referida Casa, que faz referencias as fazxendas Carnaíba Velha e Oitizeiro, que foram arrendadas ao Capitão Manoel de Souza Diniz, pela quantia de 14$000 por ano. No meado do século XIX chegaram ao local os portugueses João Gomes dos Reis e o tenente coronel Saturnino Bezerra, que fixaram residência no local. No ano de 1870, João Gomes dos Reis construiu uma capela sob a invocação de Santo Antonio, santo de sua devoção e um cemitério de varas (pau a pique), devido a uma grande lagoa que alí existia a fazenda recebeu o nome de lagoa da barroca, como na época o local era parte integrante do município de Flores, o Sr. João Gomes dos Reis, solicitou um fiscal da sede municipal para efetuar o alinhamento das ruas.

Formação Administrativa:

O distrito de Carnaíba foi criado pela Lei municipal nº 4 de 29 de julho de 1893, sendo emancipado politicamente no dia 30 de dezembro de 1953, por força da Lei Estadual nº 1818, essa mesma Lei criou a Comarca de Carnaíba, sendo instalada em 04 de junho de 1954, ficando com os distritos de Carnaíba e Ibitiranga, pois o distrito de Quixaba só criado em 1962.

Localização Municipal:

O município está localizado na Macroregião do Sertão Pernambucano e na Microregião do Pajeu, com uma área territorial de 427,9 km2, limitando-se ao Norte com o Estado da Paraíba e Solidão, ao Sul com Custódia, ao Leste com Afogados da Ingazeira, ao Oeste com Flores e Quixaba.

A sede Municipal está a 500m de altitude em relação ao nível do Mar, tem sua posição geográfica determinada pelo paralelo de -7º48'18,0 da latitude -37º47'38,4 de longitude.

O clima é semiárido quente, com temperaturas variando entre 20º C e 36ºC.

Topônimo

O município deve o seu topônimo à abundância de carnaúbas na região. O topônimo vem dos carnaubais da região. A palavra origina-se do tupi karana'iwa, "planta espinhosa".

Geografia

Localiza-se a uma latitude 07º48'19" sul e a uma longitude 37º47'38" oeste, Brasil-Nordeste-Pernambuco-Sertão do auto pajeú estando a uma altitude de 485 metros. Sua população estimada em 2009 era de 19.155 habitantes e uma área de 437 km², fica a 400 km da capital Pernambucana.

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005. Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico inferior a 800 mm, o índice de aridez até 0,5 e o risco de seca maior que 60%.

Filhos ilustres

Foi em Carnaíba que nasceu Zé Dantas grande compositor nordestino, conhecido por suas belas cançôes como O xote das meninas, Derramaro o gai, A Volta da Asa Branca, O forró de Mané Vito, Vozes da Seca, Vem Morena, Algodão, Cintura fina, Imbalança, Mané e Zabé, Minha fulô, Noites brasileiras, São João na roça, Paulo Afonso, Riacho do Navio, Sabiá, Samarica parteira, Siri jogando bola, Vem, Morena, Vozes da Seca, etc.

O cantor e compositor Daniel Bueno também é filho de Carnaíba. O músico já gravou com grandes nomes da MPB em 12 CDs lançados. Na fazenda de vovô, O filme, As coisas que deixei ali e Minha Saudade (c/Geraldo Freire) são músicas de destaque.