Curitiba - PR
Curitiba - PR

Capital Curitiba - PR                             
Area (Km²)   199 314,850
Números de Municípios 399
População estimada em 2010 10 439 601

 

 
Almirante Tamandaré 1 - PR Almirante Tamandaré 2 - PR Almirante Tamandaré 3 - PR Almirante Tamandaré 4 - PR

Almirante Tamandaré - PR

Almirante Tamandaré - PR                        Paraná - PR                                                  
População 103.245
Almirante Tamandaré é um município brasileiro do estado do Paraná.

Sua população estimada em 2010 é de 103.245 habitantes (IBGE). Está a uma altitude de 950 metros acima do nível do mar.

O ouro e sua exploração estão relacionados ao desenvolvimento deste município, que foi desmembrado de Colombo com o nome de Timoneira em 28 de outubro de 1947. Em 24 de março de 1956 houve a reintegração de seu antigo e tradicional nome de Almirante Tamandaré através da Lei Estadual nº 2.644, em homenagem ao Marquês de Tamandaré, almirante e patrono da Marinha do Brasil. Entre seus potenciais, encontra-se a atividade extrativa mineradora, com cerca de 20 indústrias de cal e calcário situadas próximo à Rodovia dos Minérios (PR-092). Possui, também, quatro fontes produtoras de água mineral que são engarrafadas e comercializadas. Criado através da Lei Estadual nº 2, de 28 de outubro de 1947, e instalado em 6 de novembro do mesmo ano, teve seu território desmembrado de Colombo.

História

Os primeiros habitantes do atual território do Município de Almirante Tamandaré foram os índios Tinguis. Em 1680 o capitão Salvador Jorge Velho fez "Descoberto da Conceição" (lavra de ouro) no Distrito de Campo Magro. A primeira denominação que se deu ao lugar foi Nossa Senhora da Conceição do Cercado. Com este nome o povoado foi elevado à categoria de Freguesia em 10 de maio de 1873, através da Lei nº 438. Em pouco tempo ganhava a distinção de vila pela Lei Provincial nº 957, de 28 de outubro de 1889, ano primeiro da república brasileira, tendo sido o último município criado no Paraná durante o Império. Em 9 de janeiro de 1890 recebe a denominação atual, uma homenagem ao almirante Marquês de Tamandaré.

A história do lugar se perde no tempo e no espaço. Seus habitantes iniciais e fundadores foram homens que perlustraram o primitivo planalto do Paraná, não muito tempo depois que Gabriel de Lara, o Capitão Povoador, se estabeleceu em Paranaguá.

Da mesma forma que tantos outros municípios circunvizinhos, Almirante Tamandaré originou-se das entradas e bandeiras organizadas por portugueses, vicentistas e paulistas, com o objetivo de encontrar ouro e prear índios.

Do início da década de 1930 até meados de 1956, Almirante Tamandaré passou por conturbado período político-administrativo. O Decreto Estadual nº 1.702, de 14 de julho de 1932, suprimiu a vila de Almirante Tamandaré, que passou, então, a fazer parte do município de Rio Branco do Sul, sendo restaurado posteriormente , porém, na divisão administrativa de 31 de dezembro de 1937, Almirante Tamandaré pertencia ao termo e comarca de Curitiba.

O golpe mais duro na história tamandareense foi a extinção do município através do Decreto-lei nº 7.573, de 20 de dezembro de 1938, por meio do qual seu território foi integrado ao de Curitiba, mudando seu nome para Timoneira. Alguns anos mais tarde, integraria o município de Colombo.

Somente em 24 de março de 1956, através da Lei nº 2.644, sancionada pelo governador Moisés Lupion, a localidade voltou à condição de município, restaurado também sua antiga denominação de Almirante Tamandaré. Nesta última fase administrativa, o primeiro prefeito foi o João Batista de Siqueira.

Política

Almirante Tamandaré atualmente pertence à Microrregião 02 (ASSOMEC).

Poder executivo

O chefe do Poder Executivo municipal no mandato 2009-2012 é Vilson Rogério Goinski, com Maria Bernadete Afornali Pavoni, mais conhecida como Dete Pavoni, como vice-prefeita.

Geografia

O município de Almirante Tamandaré está situado no sudeste do Paraná e compreendido na Região Metropolitana de Curitiba, ao norte da capital do estado. A sede municipal, cidade de Almirante Tamandaré, dista 17 quilômetros da capital do estado por rodovia e sua posição geográfica é uma latitude de 25°19'30" ao sul e uma longitude de 49°18'36" a oeste do meridiano de Greenwich e ao sul em relação ao Trópico de Capricórnio. Almirante Tamandaré faz fronteira ao norte com Itaperuçu e Rio Branco do Sul, ao sul com Curitiba, a leste com Colombo e a oeste com Campo Magro. Sua área é de 195 km², representando 0,0979 % do estado, 0,0346 % da região e 0,0023 % de todo o território brasileiro.

Geologicamente, o terreno é de origem proterozoica e constituído de xistos, mármores, quartizitos e metabasitos. O tipo de solo predominante é o cambissolo. Outros tipos de solo incluem o argissolo, o latossolo e o nitossolo. O relevo do município apresenta-se quase montanhoso, em virtude das ondulações do terreno, característica do sistema orográfico da região. As altitudes do município oscilam entre 1.000 e 1.200 m. Almirante Tamandaré está localizada no Primeiro Planalto Paranaense.

O clima do município é o Subtropical Úmido Mesotérmico. O município de Almirante Tamandaré goza do privilégio de possuir um bom clima. Esse clima é ameno e saudável: relativamente quente nos períodos de verão, e fresco, com geadas durante o inverno. As temperaturas médias registradas anualmente são: máxima de 26°C, mínima de 12°C e compensada 19°C. Os verões são frescos com uma temperatura média inferior a 22°C. Nos invernos ocorrem geadas severas e frequentes e a temperatura média é inferior a 18°C, não apresentando estação seca. O índice pluviométrico anual oscila entre 1.400 e 1.500 mm.

Na época do Descobrimento do Brasil, em 1500, o município era coberto por duas formações vegetais originais: floresta ombrófila mista e campos. Pertence a duas bacias hidrográficas: a do rio Iguaçu e a do rio Ribeira de Iguape. O principal afluente do rio Iguaçu é o Barigüi e seu tributário o Passaúna. O Juruqui é um dos poucos rios afluentes do Passaúna em território tamandareense.

Economia

Almirante Tamandaré pode ser considerado um município essencialmente agrícola. Não obstante, sua indústria vem se desenvolvendo em grande escala de riqueza a partir da década de 1950, mercê do manifesto interesse pela exploração, no campo industrial, das grandes reservas de minérios ali existentes. Por seu turno, a pecuária representa papel de importância na economia do município. No setor agrícola, aparece como produtor de batata-inglesa, feijão e milho, culturas estas que apresentaram, em 2006, respectivamente, os seguintes valores: R$ 563.000,00, R$ 1.320.000,00, e R$ 1.615.000,00. Malgrado sua manifesta e preponderante atividade agrícola, o município de Almirante Tamandaré, segundo o Censo Demográfico de 2000, apresentava esta curiosidade demográfica: 4.409 pessoas ativas agrupavam-se no setor de serviços domésticos.

O calcário é a principal riqueza natural existente no município. Almirante Tamandaré é a sede de quatro fontes produtoras de água mineral: Frescale, Clari, AB e Timbu. Essas quatro empresas engarrafam e comercializam seus produtos. Segundo dados da lista telefônica da Brasil Telecom, existem no município 33 indústrias de cal e 24 de calcário.

Funcionam no município 297 estabelecimentos comerciais do ramo varejista e 24 do ramo atacadista. As atividades do comércio tamandarense efetuam-se através da praça de Curitiba, que absorve 80% dos produtos exportáveis locais. Por outro lado, quase toda a importação de Almirante Tamandaré provém da capital do estado. Existem no município 197 estabelecimentos industriais, a maioria de produtos minerais não metálicos.

A economia de Almirante Tamandaré está distribuída da seguinte forma:

Turismo

Prefeitura Velha

O prédio é símbolo da emancipação política do município. Teve sua construção iniciada na gestão do Coronel João Cândido de Oliveira, sendo inaugurado em março de 1916. Atualmente abriga a Biblioteca Pública Municipal Harley Clóvis Stocchero e mais recentemente o Departamento Municipal de Cultura. Foi tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Estado do Paraná em 1994.

Igreja de Nossa Senhora da Luz

Conhecida como Igreja do Marmeleiro, foi construída no ano de 1882 sobre um morro de pedra. Abriga em seu interior pinturas de um artista cuja única informação que se tem é a sua origem italiana.

Monte Dalledone (área particular)

Antiga pedreira de calcário desativada. Desta época resta um grande bloco de pedra no alto do morro, é de seu cimo que se pode apreciar a vista da cidade e seu entorno. Seu proprietário permite a visitação, desde que feita pela trilha, pois o acesso utilizado pelos caminhões no tempo em que o calcário era dali extraído encontra-se fechado.

O acesso à trilha é pela Rua Raquel Cândido de Siqueira, cerca de 200 m de distância do viaduto .

Parque Ambiental Jardim Mônica

Inaugurado no primeiro semestre de 1998, com o objetivo de preservar a fauna e a flora da região, possui trilhas, playground e um centro de educação ambiental.

Grutas

No município existem várias grutas, cuja formação predominante é o dolomito e o calcário, sendo a Gruta do Sumidouro considerada pelo Grupo de Estudos Espeleológicos do Paraná-Açungui como uma das dez mais importantes do norte da Região Metropolitana de Curitiba e a única que permite a entrada de visitantes. Não há infraestrutura turística nas grutas.

Recanto dos Padres

Área de lazer com 3 alqueires de bosques, riachos, churrasqueiras coletivas cobertas e individuais, campos de futebol e quadra de voleibol. A antiga represa que já em 1938 gerava energia elétrica para um seminário próximo foi adaptada para grandes tanques, onde o banhista pode mergulhar, através de tobogã, em água mineral corrente. O local é aberto ao público de novembro a março mediante uma taxa de ingresso.

Circuito da Natureza de Turismo Rural

Circuito que se propõe ao resgate do pioneirismo da região e a promoção do desenvolvimento sustentável, predominando a produção familiar e que oferecem gastronomia típica, além de trilhas, caminhos, pesque-pague, artesanato e arquitetura, disponibilizados pelas Colônias do Marmeleiro, de São Miguel, Lamenha e outras.

Parque Aníbal Khury

Inaugurado em 1º de junho de 2008, o parque conta com trilhas ecológicas, cascata, decks e mirante para contemplação do lago existente em meio aos seus 220 hectares às margens do rio Barigui, playground, churrasqueiras, pista de 1,7 mil metros para cavalgada e 18 churrasqueiras que podem ser reservadas com 48 horas de antecedência. Visando a preservação do meio ambiente, o parque tem se tornado um ponto de lazer para famílias e amigos.

Cultura

A cultura de Almirante Tamandaré é o conjunto de manifestações artístico-culturais desenvolvidas por tamandareenses. As principais manifestações populares são de cunho religioso. Os festejos dedicados a Santo Antônio ocorrem ao mesmo tempo em 6 capelas localizadas em diferentes pontos, neles tomando parte a totalidade do povo católico do município. São também bastante expressivos levados a efeito em honra do Divino Espírito Santo, em 4 capelas, e de Nossa Senhora da Luz e São Pedro, em outras duas capelas distintas. As festas de Natal e Ano Novo conduzem para a cidade grande parte da população do município. A padroeira do município é Nossa Senhora da Conceição, celebrada em 8 de dezembro.

A cidade é dotada de uma estação de rádio: Rádio Barigüi, que pode ser ouvida na freqüência de AM 1560 kHz. Uma única entidade esportiva: o Tanguá Futebol Clube, que tem o futebol como finalidade secundária, conta com sua equipe de jogadores no seu quadro social, que se dedicam à prática do esporte. A antiga denominação do clube era Sociedade Beneficente e Esportiva Tanguá.

Há uma única biblioteca: a Biblioteca Pública Municipal Doutor Harley Clóvis Stocchero.

O único tamandareense famoso é Albano de Carvalho, um dos mais conhecidos pintores contemporâneos, que tem concorrido ao Salão Nacional de Belas-Artes.