Paraiba - PB
João Pessoa - PB

Capital João Pessoa - PB                             
Area (Km²)   56 439,838
Números de Municípios 223
População estimada em 2010      3 766 834

 

 
Cajazeiras 1 - PB Cajazeiras 2 - PB Cajazeiras 3 - PB Cajazeiras 4 - PB

Cajazeiras - PB

Cajazeiras - PB                             Paraiba - PB                                  
População 58.793
Cajazeiras é um município brasileiro, situado na extremidade ocidental do estado da Paraíba.

Pertencente à Mesorregião do Sertão Paraibano e à Microrregião de Cajazeiras, localiza-se a oeste da capital do estado, distante desta cerca de 465 km. Ocupa uma área de 586,275 km², dos quais 2,8193 km² estão em perímetro urbano. Sua população recenseada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2010 foi de 58 437 habitantes, sendo o oitavo mais populoso do estado e o primeiro de sua microrregião.

A sede tem uma temperatura média anual entre 23°C e 30°C e na vegetação do município predomina a caatinga. Seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,685, considerando como médio em relação ao estado.

Cajazeiras foi desmembrada de Sousa na década de 1860, passando de distrito à vila na mesma época do desmembramento e de vila a município em 1876. A versão de sua etimologia refere-se a um antigo sítio de Cajazeiras, que tinha este nome devido à grande quantidade de cajazeiras, árvores que oferecem o cajá como fruto. Este sítio foi doado por Jerônimo José de Melo e Luís Gomes de Albuquerque, onde este teria doado o sítio à sua filha Ana de Albuquerque após um casamento.

O município conta ainda com uma importante tradição cultural, que engloba arte, literatura, teatro, turismo, eventos, etc. Seus principais e mais tradicionais clubes de futebol são o Atlético Cajazeirense de Desportos e o Paraíba Sport Clube. Cajazeiras é sede também de diversos eventos anuais, como o CajazeirATO, a festa de Nossa Senhora da Piedade (padroeira municipal), a Mostra de Cultura Cajazeirense e a festa de emancipação política.

História

Origens e etimologia

A origem do atual município de Cajazeiras está ligada à existência de um sítio de mesmo nome. Esse sítio tinha esse nome devido às árvores com esse mesmo nome existentes naquele lugar que, em 7 de fevereiro de 1767, passou a ser parte de uma sesmaria concedida por Jerônimo José de Melo (governador da capitania na época) a Luís Gomes de Albuquerque, natural de Pernambuco. Este último doou o sítio Cajazeiras à sua filha, Ana de Albuquerque, após o casamento com Vital de Souza Rolim, que fazia parte de uma família tradicional vinda do Jaguaribe, no estado vizinho do Ceará.

Geografia

A área atual de Cajazeiras é de 586,275 km², representando 1,0388% do território paraibano, 0,0377% da área da Região Nordeste do Brasil e 0,0069% de todo o território brasileiro. Desse total 2,8193  km² estão em perímetro urbano.

Seus municípios limítrofes são Santa Helena e São João do Rio do Peixe a norte, São José de Piranhas a sul, Nazarezinho e novamente São João do Rio do Peixe a leste e Bom Jesus e Cachoeira dos Índios a oeste.

Relevo e hidrografia

O relevo do município de Cajazeiras está incluído na chamada "Planície Sertaneja". Esta planície é constituída de elevações alongadas e e alinhadas residuais, com pediplanos arrasados. Com uma altitude de 298 metros acima do nível do mar, o tipo de solo predominante é o podzolítico vermelho amarelo equivalente eutrófico, que tem uma fertilidade alta, texturas média e média cascalhenta, acentuadamente drenado, e relevo suave, latossolos, porções restritas e solos de aluvião, resultado da desagregação e da decomposição de rochas cristalinas do embasamento.

O município encontra-se com toda sua área territorial inserida da bacia hidrográfica do Rio Piranhas, na sub-bacia do Rio do Peixe. Seus principais rios são o Rio Piranhas e o Rio dos Peixes. O Rio Piranhas/Açu nasce próximo à divisa da Paraíba com o Ceará, na Serra do Bongá, em Bonito de Santa Fé, com 213 quilômetros de extensão, pecorrendo todo o sertão paraibano, saindo da Paraíba pelo município de Brejo do Cruz e entrando no Rio Grande do Norte pelo município de Jardim de Piranhas, percorrendo as regiões central e oeste do estado, até desaguar em Macau; pelo fato de nele estar localizada a Barragem Mãe d'Água (em Coremas), que irriga muitas terras próximas, o rio é de extrema importância para o estado da Paraíba. O outro rio que passa por Cajazeiras é o Rio dos Peixes, que deságua no Rio Piranhas.

Além dos rios, existe em Cajazeiras um antigo reservatório de água, o Açude Grande, construído em 1916 na gestão de Epitácio Pessoa, um dos destinos turísticos mais visitados do município.

Clima

O clima de Cajazeiras é semiárido (tipo Aw segundo Köppen), quente e seco, com elevadas temperaturas durante o dia e temperaturas mais amenizadas à noite. As temperaturas médias variam entre 23°C e 30°C (devido a oscilações médias os valores podem variar abaixo ou acima das médias), além de chuvas escassas e irregulares, com uma pluviosidade abaixo do seiscentos milímetros anuais. O clima de Cajazeiras é definido em duas estações: a estação das secas (verão), que costuma ocorrer entre o meses de setembro e dezembro, e a estação chuvosa (inverno), dominada pelas chuvas. O mês mais quente é novembro, com uma média de 27,25°C, sendo 21,9°C e 33,3°C as médias mínima e máxima, respectivamente. E o mês mais frio, junho, tem uma temperatura mínima de 19°C e máxima de 27,7, com uma média de 23,35°C.

A precipitação média anual é de 896,7 mm, sendo outubro o mês mais seco, quando ocorrem 12,5 mm. Em março, o mês mais chuvoso, a média fica em 244,3 mm. Durante a época das secas e em longos veranicos em pleno período chuvoso também são comuns registros de fumaça de queimadas em morros e matagais, principalmente na zona rural da cidade, o que vem levando a prefeitura a criar projetos ambientais e campanhas de prevenção nas escolas do município. Na Paraíba, assim como em grande parte do país, as principais causas das queimadas são a agricultura e os tocos de cigarro jogados nas estradas. As altas temperaturas e o clima seco contribuem para o aumento desses índices.

Vegetação

A vegetação de Cajazeiras é a caatinga. Esta vegetação é caracterizada pela escassez de água, predominante na região nordeste, onde as árvores têm poucas folhas, fazendo com que elas transpirem menos e percam menos água e, consequentemente, vivam por mais tempo.

Religião

Tal como a variedade cultural em Cajazeiras, são diversas as manifestações religiosas presentes na cidade. Embora tenha se desenvolvido sobre uma matriz social eminentemente católica, é possível encontrar atualmente na cidade dezenas de denominações protestantes diferentes.

Cajazeiras está localizada no país mais católico do mundo em números absolutos. A Igreja Católica teve seu estatuto jurídico reconhecido pelo governo federal em outubro de 2009, ainda que o Brasil seja atualmente um estado oficialmente laico. De acordo com dados do censo de 2000, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a população de Cajazeiras é composta por: católicos (90,58%), evangélicos (4,16%), pessoas sem religião (4,02%), espíritas (0,27%) e os demais estão divididos entre outras religiões.

Economia

O Produto Interno Bruto - PIB - de Cajazeias é o maior de sua microrregião, destacando-se na área de prestação de serviços. 48 576 mil são de impostos sobre produtos líquidos de subsídios a preços correntes. De acordo com dados do IBGE, relativos a 2008, o PIB do município era de R$ 399 740 mil. O PIB per capita é de R$ 6 937,03

O setor primário é o menos relevante da economia de Cajazeiras. De todo o PIB do município, apenas 5 645 mil reais são o valor adicionado bruto da agropecuária. Segundo o IBGE em 2009 o município possuía 10 659 bovinos, 260 equinos, 1 477 suínos, 1 080 caprinos, 165 asininos, 270 muares, 2 345 ovinos e 34 100 aves, sendo 26 500 galos, frangos e pintinhos e 7 600 galinhas. Também foram produzidos 2 483 litros de leite de 2 125 vacas ordenhadas e 46 mil dúzias de ovos de galinha. Na lavoura temporária produzem-se arroz (29 toneladas), cana-de-açúcar (duzentas toneladas), feijão (189 toneladas), milho (520 toneladas) e tomate (cem toneladas).

O setor secundário é o segundo menos relevante para a economia do município. 52 271 mil reais do PIB municipal são do valor adicionado bruto da indústria (setor secundário). Já setor terciário é o mais relevante para a economia municipal. A prestação de serviços rende 293 268 mil reais ao PIB municipal. O setor terciário atualmente é a maior fonte geradora do PIB cajazeirense. De acordo com o IBGE, a cidade possuía, no ano de 2008, 1 342 unidades locais, 1 287 empresas e estabelecimentos comerciais atuantes e 11 589 trabalhadores, sendo 6 567 pessoal ocupado total e 5 022 ocupado assalariado. Salários juntamente com outras remunerações somavam 43 704 mil reais e o salário médio mensal de todo município era de 1,7 salários mínimos.

Saúde e educação

Em 2009, o município possuía 62 estabelecimentos de saúde, sendo 31 deles privados e 31 públicos entre hospitais, pronto-socorros, postos de saúde e serviços odontológicos. Neles a cidade possui 196 leitos para internação, sendo 134 públicos e 62 privados. A cidade também conta com atendimento ambulatorial com atendimento médico em especialidades básicas, atendimento odontológico com dentista e presta serviço ao Sistema Único de Saúde (SUS).

O município conta com escolas em várias de suas suas regiões. No ano de 2009, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) das escolas estaduais era de 3,7, enquanto que o índice das escolas municipais era de 3,6. O município contava, em 2009, com aproximadamente 15 480 matrículas, 948 docentes e 145 escolas nas redes públicas e particulares. Há ainda algumas instituições de ensino superior, como a Faculdade São Francisco da Paraíba (FASP), a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cajazeiras (FAFIC), a Faculdade Santa Maria (FSM), a Faculdade Evilásio Formiga (FEF), o Instituto Superior de Educação de Cajazeiras (ISEC) a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), e o Instituto Federal da Paraíba (IFPB). Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e do Ministério da Educação (MEC), o índice de analfabetismo no ano de 2000 entre pessoas de 18 a 24 anos de idade era de 22,5%. A taxa bruta de frequência à escola era de 67,90%, onde 136,360% era a média de pessoas frequentam o fundamental em relação à população de 7 a 14 anos; 61,730% era de pessoas frequentam o ensino médio em relação à população de 15 a 17 anos; e 9,410% de pessoas frequentam curso superior em relação à população de 18 a 22 anos. 4 843 habitantes possuíam menos de 1 ano de estudo ou não contava com instrução alguma.

Cultura

A Secretaria de Cultura de Cajazeiras é o órgão vinculado à prefeitura do município que se responsabiliza na atuação da área cultural do município.

Na arte, Cajazeiras se destaca por ter a Casa dos Quadros, com galerias de arte. Na literatura, conhece-se Cajazeiras como a Terra da Cultura e a Terra que ensinou a Paraíba a ler, pelo fato de sua fundação ter se baseado em princípios educativos no antigo colégio de salesianos. No teatro, o município conta o teatro Íracles Pires, além de existir o Grupo Teatro Terra.

Turismo e eventos

No turismo, existe em Cajazeiras atrativos naturais, culturais e diversos. Entre os naturais, destaca-se o pôr do sol, que ocorre na transição do dia para a noite, visto às margens do Açude Grande. Entre os diversos, destacam-se o Xamegão (logradouro de festividades juninas), o estádio de futebol O Perpetão e o Açude de Boqueirão (também chamado de "Engenheiro Ávido", tem capacidade 230 milhões de metros cúbicos de água).Entre os culturais, os de maior predominância, destacam-se o Bispado (localizado no coração da cidade), a Catedral de Nossa Senhora da Piedade, o Colégio Diocesano Padre Rolim (que provocou o nascimento do povoado e consequentemente a criação da cidade), novamente o estádio "O Perpetão", a Estátua de Padre Cícero, a Estátua do Cristo Rei e a Igreja Nossa Senhora de Fátima (a mais antiga de Cajazeiras).

Para estimular o desenvolvimento socioeconômico local, a prefeitura, juntamente ou não com empresas locais, investe no segmento de festas e eventos. Essas festas, muitas vezes atraem pessoas de outras cidades, exigindo uma melhor infraestrutura no município e estimulando a profissionalização do setor, o que é benéfico não só aos turistas, mas também a toda população da cidade. Anualmente, diversos eventos são organizados, sendo alguns deles o Festival de Dança Expressão e Arte, o CajazeirATO, a festa de Nossa Senhora da Piedade (padroeira de Cajazeiras), a Mostra de Cultura Cajazeirense e a festa de emancipação política do município.

Esportes

Na área esportiva, a responsável pela atuação é a Diretoria do Paraíba Esporte Clube.

Existem dois clubes de futebol conhecidos em Cajazeiras, que são o Atlético Cajazeirense de Desportos, clube fundado em 10 de julho de 1948, campeão estadual em 2002, e o Paraíba Sport Clube. Seus principais estádios são o Estádio Higino Pires Ferreira e o Estádio Perpétuo Corrêa Lima (conhecido como Perpetão, com capacidade para mais de dez mil pessoas).

Embora o Perpetão esteja com sua estrutura comprometida, com sérios problemas em sua estrutura, é considerado como o terceiro estádio de futebol mais belo do estado da Paraíba. Além do futebol, alguns outros esportes, como futsal, atletismo, caratê, tênis de mesa, também vêm ganhando um bom desempenho em Cajazeiras.

Feriados

Em Cajazeiras há dois feriados municipais, além de oito feriados nacionais e três pontos facultativos. Os feriados municipais são o dia 22 de agosto, data de aniversário do município, e o dia 15 de setembro, dia da padroeira. De acordo com a lei federal n.º 9.093, aprovada em 12 de setembro de 1995, os municípios podem ter no máximo quatro feriados municipais, já incluso neste a Sexta-Feira Santa.