Belém do Pará - PA
Belém do Pará - PA

Capital Belém do Pará - PA                             
Area (Km²)   1 247 689,515
Números de Municípios 143
População estimada em 2010         7 588 078

 

 
Dom Eliseu 1 - PA Dom Eliseu 2 - PA Dom Eliseu 3 - PA Dom Eliseu 4 - PA

Dom Eliseu - PA

Dom Eliseu - PA                                          Pará - PA                                                      
População 51.318
Dom Eliseu é um município brasileiro do estado do Pará.

Localiza-se a uma latitude 04º17'06" sul e a uma longitude 47º30'18" oeste, estando a uma altitude de 180 metros. Sua população estimada em 2010 é de 51.138 habitantes.

Historia

Dom Eliseu teve origem do Município de Paragominas, pois pertencia a este, como povoado, com o nome de Felinto Muller, até 14 de setembro de 1983, quando foi elevado à categoria de Distrito.Em 10 de maio de 1989, por meio da Lei nº 5.450, Dom Eliseu passou à condição de Município, sendo seu território desmembrado do município de Paragominas. A instalação ocorreu em 1º de janeiro de 1989, com a posse do prefeito eleito, Antônio Jesus de Oliveira. O Município é constituído ainda por Vila Bela Vista, Vila Ligação e uma Zona Rural bem extensa.

Bairros

Centro, PDS, Jardim América, Esplanada, Jardim Primavera, Jardim Flor do Ipê, Bom Jesus, Tropical, Planalto, São Paulo, Bom Jardim, Vítória, Setor Industrial, Nova Luanda, Redenção, Bartolomeu, Alvorada,Tropical.

Polos de Universidades

UFPA - Universidade Federal do Pará

UFRA - Universidade Federal Rural da Amazônia

Cultura

A padroeira do Município é Nossa Senhora Aparecida, cuja festividade ocorre no período de 5 a 12 de outubro, com a realização da missa, procissão e arraial. Neste último, realizam leilões, vendas de comidas típicas e bingos.

Município Instalado recentemente, Dom Eliseu não apresenta ainda traços próprios da cultura popular; isso se deve ao fato de que sua população é formada por grupos humanos diversificados, oriundos das mais distintas regiões do país. Entretanto, existe um esforço da Prefeitura local, no sentido de estimular as manifestações culturais, com programação estabelecida a partir de 1990. No mês de março, acontece o Festival Regional de Música Popular. Em maio, realiza-se uma extensa programação por conta do aniversário do Município. No mês de junho há diversos concursos. Em julho, acontece a Semana da Cultura, e em agosto, a vaquejada. No mês de Agosto acontece a Exposição Agropecuária de Dom Eliseu, com grandes shows, rodeio, e etc.

A partir de 1990, entrou em funcionamento uma Biblioteca Pública.

Vegetação

A vegetação do Município corresponde ao subtipo Floresta Densa da sub-região dos altos platôs do Pará-Maranhão, Floresta densa de planície aluvial e densa dos terraços. Entretanto, os constantes desmatamentos, aliados a sua condição de frente pioneira, vêm degradando a vegetação original, propiciando o aparecimento de grandes áreas de capoeira.

Patrimonio Natural

A alteração da cobertura vegetal de Dom Eliseu está incluída na do município de Paragominas (24,32%), do qual fazia parte, quando foi realizado o levantamento em 1988, através de imagens LANDSAT-TM, do ano de 1986. Está localizado em uma região onde a velocidade do desmatamento é preocupante, tendo vários cursos d 'água para preservação, tais como os rios Surubiú, Itinga e Bananal.

Topologia

Topograficamente, o território desse Município apresenta uma grande variação em seus níveis altimétricos, cuja cota mínima está próxima de 76 metros, situada na porção noroeste do Município, e a máxima em torno de 330 metros, localizada ao sul, proporcionando as médias altimétricas mais elevadas da Microrregião de Paragominas.

Geologia e Relevo

A estrutura geológica é representada pelos sedimentos Cretácicos, da Formação Itapecuru, com predominância de arenitos vermelhos, caulínicos, argilitos e calcário margoso fossilífero. É, entretanto, a sedimentação Terciária, que constitui a Formação Barreiras, a de maior importância econômica para o Município, pois nela estão contidos expressivos chapadões bauxilíferos, completando sua estruturação com os depósitos inconsolidados do Quartenário Sub-atual e Recente. Como reflexo da estrutura geológica, o relevo apresenta tabuleiros relativamente elevados e aplainados, formas colinosas dissecadas, baixos tabuleiros, terraços e várzeas que, morfoestruturalmente, fazem parte a unidade que se convencionou chamar de Planalto Setentrional Pará-Maranhão.

Hidrografia

Alguns rios importantes fazem parte da hidrografia do Município. Entre eles, temos o rio Gurupi que serve de limite leste com o Estado do Maranhão. Outro rio que também faz limite a sudeste com o Estado do Maranhão é o rio Itinga, um dos formadores do Gurupi, e que tem afluentes da margem esquerda pertencentes ao Município, como o rio Laranjeira, que é também limite natural, ao sul, com o Maranhão. Outros acidentes hidrográficos importantes são os rios Surubijú, Bananal e Marajoara, que delimitam os municípios de Dom Eliseu e Paragominas. Estes acidentes possuem somente seus afluentes da margem esquerda pertencentes ao Município. Além dos citados, outro rio importante é o rio Sarapeú, afluente do córrego do Mutum, que se localiza na porção oeste do Município e possui direção sul/norte, separando Dom Eliseu de Rondon do Pará.

Clima

O clima do Município é mesotérmico úmido. A temperatura média anual está em torno de 25º C e as médias das mínimas diárias, em cerca de 20º C. Seu regime pluviométrico fica, geralmente, entre 2.250 mm e 2.500 mm. As chuvas, apesar de regulares, não se distribuem igualmente durante o ano, sendo de janeiro a junho sua maior concentração (cerca de 80%), implicando grandes excedentes hídricos e, consequentemente, grandes escoamentos superficiais e cheias dos rios. A umidade relativa do ar é em torno de 85%.

Economia

Tem como principal fonte de renda a agricultura e a pecuária. A cidade esta em pleno desenvolvimento comercial, visto que o municipio é o maior produtor de goiaba da região amazônica. Contando também com algumas novas areas para o turismo com belas paisagens. A empresa Vale chega a cidade para reflorestar varias areas com Eucalipito. Com isso eles querem abrir uma empresa madereira para usar o eucalipito na produção de celulose e etc.