Belo Horizonte - MG
Belo Horizonte - MG

Capital               Belo Horizonte - MG                             
Area (Km²)   586.528.293
Números de Municípios 853
População estimada em 2010           19.595.309

 

 
Alfenas 1 - MG Alfenas 2 - MG Alfenas 3 - MG Alfenas 4 - MG

Alfenas - MG

Alfenas - MG                                              Minas Gerais - MG                                  
População 73.722
Alfenas é um município brasileiro localizado no sul do estado de Minas Gerais.

De acordo com o censo realizado pelo IBGE em 2010, sua população é de 73.722 habitantes.

História

Essa região pertencia à Freguesia de Cabo Verde.

    8 de outubro de 1784, o Alferes José Martins Borralho obteve sesmaria, ao pé da Serra da Esperança, entre os ribeirões Sapé e Águas Verdes.
    1787, foi batizado o primogênito na Matriz de Cabo Verde, cujo o nome era Manuel.
    1799, foi erguida uma pequena ermida, dedicada a Nossa Senhora das Dores, a qual foi demolida para dar lugar a uma Capela concluída em 1801, e que passou a ser denominada Capela de São José e Nossa Senhora das Dores.
    21 de janeiro de 1802, Januário Garcia Leal, o "Sete Orelhas", recebe carta patente, nomeando-o Capitão de Ordenanças do Distrito de São José e Nossa Senhora das Dores.
    22 de julho de 1805, foi feita a doação do patrimônio aonde encontra-se a atual igreja Matriz.
    1817, nasce Joaquim Leonel Pereira de Magalhães, futuro Major da Guarda Nacional, professor e politico que se casaria, em segundas nupcias, com Ana Custodia de Moraes Navarro, irmã do Barão de Cabo Verde. Era filho do fazendeiro Tte. Cel. Antônio Joaquim Pereira de Magalhães que possuia em Alfenas uma de suas fazendas, quando o censo de 1831 o apontava com 24 escravos em sua propriedade rural, nessa cidade.
    7 de outubro de 1860, a Freguesia foi elevada a categoria de vila, como nome de Vila Formosa de Alfenas.
    15 de outubro de 1869, a vila passou à categoria de cidade,com o nome de Formosa de Alfenas, e depois em 23 de setembro de 1871, simplificado para Alfenas, para não confundir com outra de mesma denominação, em Goiás.

Relevo

    Em grande parte composto por rochas cristalinas, constituída de uma superfície elevada caracterizada por sucessão de morros e garupas que vêm de Poços de Caldas, seguindo em direção das Calhas dos rios Grande e Sapucaí, com alturas variáveis de 800 a 1 000m.

Clima

    Situado nos limites meridionais da zona intertropical e, sob influência da elevada altitude da região, o clima da região é do tipo tropical mesotérmico. A temperatura anual é de 19°C.
    Verão e a primavera são as estações mais quentes, com máximas diárias variando de 28 a 30°C, outubro e novembro são os meses mais quentes chegando de 36 a 37°C e mínima de 9 e 10°C.
    Com raras temperaturas abaixo de 0°C, que podem resultar em geadas.
    Em relação ao regime de chuvas, o clima é úmido, com precipitação média anual de aproximadamente 1 590 mm.

Recursos Hídricos

    Bacia hidrográfica do Rio São Tomé - Termina no lago de Furnas, cuja nascente fica no bairro Serra Escura no município de Machado.
    Vale do rio Sapucaí, da bacia do rio Paraná e de alguns de seus afluentes foram inundados pelo reservatório de Furnas, que circunda o município, exceto pelo limite sul.

Economia

Considerada o núcleo urbano de bastante importância na região sul-mineira.

Tradicionalmente, agro-pastoril e grande centro produtor de café.

Instituições Financeiras: 10 (dez).

Agricultura: Desenvolve-se a cultura do arroz, alho, batata-inglesa, feijão, milho, café, cana-de-açúcar, mandioca, soja, tomate e frutas, cada uma delas com mais de 100 hectares de terra cultivada.

Em primeiro plano esta o café, principal produto que vem mantendo um nível bom de produção. É consumido internamente e exportado para outros municípios e estados do país.

Pecuária: Uma das mais antigas atividades econômicas do município conta com rebanho de aproximadamente 41 800 cabeças,utilizados na produção de leite e, em sua maioria, como gado de corte. Destaca-se a suinocultura com aproximadamente 4 770 cabeças e galináceas com 195 000 cabeças, para o ano de 2004. A pecuária leiteira é bastante desenvolvida e iniciativas na agroindústria, principalmente no setor do gêneros alimentícios, sucos e laticínios. Na área industrial vem consolidando o município, vocação para o setor têxtil.

Possui um Distrito Industrial que é um dos maiores do Sul de Minas, administrado pela Companhia de Distritos Industriais de Minas Gerais – CDI-MG, que agrega quase todo setor industrial de Alfenas, com indústrias de grande e médio porte.

Com o comércio varejista é bem diversificado e atende todos os municípios da região.

Fauna

Abriga diversas espécies de aves conhecidas como:

    Biguatinga, garça, irerê, gavião-carijó, saracura-preta, frango-d'água, saracura-três-potes, saracura-do-brejo, quero-quero, asa-branca, tuim, jandaia, anu-preto, anu-branco, coruja-do-mato, martim-pescador, joão-de-barro, maria-branca, bem-te-vi, tico-tico, sanhaço-cinzento, tiziu, pássaro-preto-de-brejo, dó-ré-mi.

Mamíferos silvestres como:

    Capirava, veado-mateiro, macaco-prego, cachorro-do-mato, lontra, paca, cutia, morcego frugívoro, gambá e outros. Sendo que alguns destes podem ter migrado para outras áreas.

Flora

Floresta do tipo Estacional Semidecidual e Ombrófila Mista. Espécies que ocorrem nesta vegetação:

    Açoita-cavalo, angico, cedro,canela, sassafrás, massaranduba, canjerana, amoreira, jatobá, óleo copaíba, jequitibá, peroba rosa e guatambu. Nas matas ciliares, capixingui, ingá, pinheiro do brejo e ipê do brejo, árvores esparsas e cobertura de arbustos e sub-arbustos apresentando o marolo, barbatimão, espinheira santa, cagaita, ipê do cerrado e pau santo como exemplo.

Religiosidade

Catolicismo

Tem cinco paróquias (São José e Dores - Matriz, São Sebastião e São Cistóvão, São Pedro, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora Aparecida; 20 capelas (menos as rurais) e 40 pastorais, movimentos e irmandades. A tradicional igreja da cidade é a Igreja Matriz São José e Dores. O município pertence à Diocese de Guaxupé.

Protestantes

Igrejas e templos também de várias outras religiões, com grande número de evangélicos, como a Assembleia de Deus (a mais de 60 anos em Alfenas), Universal do Reino de Deus, Congregação Cristã do Brasil, entre outras.