Campo Grande - MS
Campo Grande - MS

Capital Campo Grande - MS                       
Area (Km²)   357 124,962
Números de Municípios 79
População estimada em 2010        2 449 341

 

 
Jardim 1 - MS Jardim 2 - MS Jardim 3 - MS Jardim 4 - MS

Jardim - MS

Jardim - MS                                                          Mato Grosso do Sul - MS                                  
População 24.363
Jardim é um município brasileiro, da região Região Centro-Oeste do Brasil, no estado de Mato Grosso do Sul.

É um dos quatro municípios que integram o complexo turístico do Parque Nacional da Serra da Bodoquena (juntamente com Guia Lopes da Laguna, Bonito e Bodoquena), apresentando grande potencial turístico. Jardim também possui um grande potencial no segmento do Turismo Histórico-Cultural, pois detém vários monumentos relacionados à Retirada da Laguna, um dos episódios da Guerra do Paraguai. Além do pioneirismo no artesanato em osso, madeira e couro, conhecido e comercializado nacionalmente e internacionalmente. Com o objetivo de incrementar o ecoturismo no Programa de Desenvolvimento do Turismo, recentemente houve investimentos de mais de R$ 130 milhões em obras e programas de saneamento, pavimentação e incentivo ao ecoturismo na região da Serra da Bodoquena.

Fundada em 1946, seus primeiros moradores foram operários da construção da rodovia que ligaria o Brasil à fronteira com o Paraguai, a qual permitiu e ao município tornar-se uma cidade-pólo e ter uma posição geográfica privilegiada. A cidade é conurbada com Guia Lopes da Laguna, a qual possui, junto com esta, 34.581 habitantes.

História

Primórdios

A Fazenda Jardim

A história de Jardim está diretamente ligada à Guerra da Tríplice Aliança, palco do capítulo da Retirada da Laguna. Ao chegar ao sul do Mato Grosso, José Francisco Lopes fundou, às margens do rio Miranda, uma fazenda de nome Jardim, onde se dedicou à pecuária. Com o início dos conflitos da Guerra do Paraguai, Lopes tornou-se peça fundamental aos soldados brasileiros por ser grande conhecedor da região, guiando os soldados até Bela Vista. Após a Batalha do Nhandipá, Carlos de Morais Camisão ordenou a retirada das tropas, futuramente conhecida como A retirada da Laguna.

José Francisco Lopes, o guia Lopes, novamente guiou os soldados na retirada. Na margem esquerda do rio Miranda, guia Lopes faleceu. Enterrado no meio do acampamento junto com coronéis e soldados mortos pela cólera morbo. Hoje esse local é chamado de Cemitério dos Heróis. Os soldados que restaram esperaram a correnteza do rio abaixar para acessar o pomar da fazenda Jardim, na margem direita do rio Miranda. Na ânsia da fome, comeram as laranjas do pomar da fazenda, recuperando as forças para terminar a retirada.

Construção da ponte sobre o Rio Miranda

Por volta do ano de 1934, houve a necessidade de se construir uma rodovia que ligasse o município de Aquidauana á Porto Murtinho e Bela Vista, ambos na fronteira com o Paraguai. Iniciadas as obras nas margens do rio Miranda, tendo em vista a continuidade das obras o batalhão, criado pelo presidente Getúlio Vargas, se desloca para a margem direita do Rio Miranda. Na época, existia um vilarejo chamado patrimônio Guia Lopes (onde hoje é o município de Guia Lopes da Laguna). Com a construção da ponte sobre o rio Miranda, o batalhão mudou-se para a margem esquerda do rio.

Desenvolvimento

Município de Jardim e Divisão de Mato Grosso

Diante das dificuldades encontradas na época, havia a necessidade da criação de uma comissão própria. Nascia assim, no dia 3 de março de 1945, a CER-3 (Comissão de Estradas e Rodagem Nº3), que era uma organização militar ligada ao Ministério da Guerra. Após a sua criação, a CER-3 impulsionou o desenvolvimento do vilarejo de nome Jardim. O comandante da CER-3, Major Alberto Rodrigues da Costa, loteou e vendeu aos seus funcionários as terras da Fazenda Jardim, doadas pelo proprietário, Fábio Martins Barbosa. A data de entrega dos lotes é considerada a data de fundação de Jardim, na época distrito de Bela Vista, fato ocorrido em 14 de Maio de 1945. O distrito de Jardim foi elevado a distrito-sede em 11 de Dezembro de 1953, e comarca em 15 de Novembro de 1969. Em 1977 o município passa a fazer parte do atual estado de Mato Grosso do Sul. Em 30 de Janeiro de 1981, foi criada a Diocese de Jardim. Logo após o término da construção da rodovia, a CER-3 permaneceu na região, extinta em 1986, dando lugar à 4ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada, ligada ao Comando Militar

Ensino

O ensino local apontam para uma cidade com mão-de-obra cada vez mais capacitada, além de contínuos investimentos em ensino, ciência e tecnologia. Existem ainda 11 escolas municipais, 3 Centros Integrados de Educação Infantil (CIEI), 3 Centros de Múltiplo Uso, 3 escolas estaduais e 5 escolas particulares. Jardim também conta com 3 universidades interativas e uma unidade da UEMS. Cursos oferecidos:

    UEMS: Turismo, Letras (inglês e português) e Geografia.
    UNIGRAN: Matemática, Administração, Teologia, Pedagogia,Ciências Contábeis, Tecnologia em Agronegócios, Tecnologia em Negócios Imobiliários.
    UNIDERP: Administração, Pedagogia (licenciatura) e Serviço Social.
    UFMS: em parceria com a UEMS, oferece o curso de Biologia.

Economia

A economia na região está baseada na principalmente na atividade primária (pecuária e agricultura), apesar de o comércio ser a principal fonte de arrecadação de ICMS. O turismo também tem se destacado no setor econômico do município, desenvolvendo-se por suas potencialidades e localização estratégica.

Turismo

Jardim possui vários pontos de atração turística urbana e rural, e a concentração elevada de calcário no solo favorece o aparecimento de rios de acentuada limpidez, formando cachoeiras e grutas de elevado valor científico. Juntamente com Guia Lopes da Laguna, Bonito e Bodoquena, constituem o Complexo Turístico da Serra da Bodoquena, região de grande potencial turístico. Abaixo a relação de todas as atividades turísticas urbanas e rurais:

Turismo histórico

Palco da Retirada da Laguna e da ocupação das terras por operários da CER-3, a cidade preserva sua história mantendo monumentos da época. Jardim é o único município do Complexo Turístico da Serra da Bodoquena a apresentar o turismo histórico. São eles:

Monumento Histórico dos Heróis (Cemitério dos Heróis)

Localizado a 5 km do município, é o local onde foram enterrados os corpos dos generais e do guia Lopes, entre outros soldados. O passeio também inclui visita às trincheiras do tempo da guerra do Paraguai, ainda preservadas.

Ponte Velha

Trata-se de uma ponte construída na Era Vargas, década de 30. Importante ligação para o sudoeste de Mato Grosso do Sul, mormente a ligação para Bela Vista e Porto Murtinho, é tida como "obra de arte" sobre o rio Miranda.‎

Igreja Santo Antônio

Primeira igreja da cidade, em estilo da década de 40.

Esporte Clube Jardim

Primeiro clube social de Jardim. Inicialmente era o local de eventos da alta sociedade e militares jardinenses.

Ecoturismo

O ecoturismo na região é uma forma de explorar a riqueza da natureza, sem deixar de preservá-la.

Turismo de Eventos

Jardim possui um equipado Centro de Convenções, chamado "Oswaldo Fernandes Monteiro". A capacidade do local é para 225 pessoas confortavelmente sentadas, ambiente climatizado, equipamento de som de alta qualidade, banheiros, copa e cozinha, o que torna apto o município de estar captando e realizando eventos de âmbito regional e nacional. Destaca-se também eventos públicos, realizados na praça central da cidade:

Jardim Folia

É um dos mais conhecidos eventos carnavalescos do estado, considerado um dos melhores carnavais de Mato Grosso do Sul e responsável pela introdução da cidade no mercado do turismo. Nos primórdios do município o carnaval era realizado em clubes, sendo agora festejado todos os anos na praça central, atraindo milhares de turistas.

Expo Jardim:

Criada em 2003 e realizada no mês de Abril, a exposição agropecuária de Jardim tornou-se uma vitrine de negócios para os pecuaristas e agricultores da região, consolidando-se como um dos eventos de grande importância econômica para o município.

Moto Show

Evento patrocinado pela prefeitura municipal, conta com uma exposição de motos e acrobacias, com competidores vindo de diversos lugares do país.

Festa da Cultura

Inicialmente chamada de "November Fest", o evento é uma união de carnaval de rua com manifestações culturais do povo da região.

Marcha da Retirada da Laguna

Soldados e civis de Bela Vista, Jardim e Nioaque percorrem o mesmo trajeto da coluna do coronel Camisão, com paradas nos pontos históricos. A marcha teve inicio em 1999.

Artesanato

O artesanato da região é confeccionado em madeira, osso, metais e couro. A iniciativa é um projeto social da prefeitura, que visa a criação de emprego e renda.