Vitória - ES
Vitória - ES

Capital Vitória - ES                               
Area (Km²)   46 077,519
Números de Municípios 78
População estimada em 2010 3 512 672

 

 
Iconha 1 - ES Iconha 2 - ES Iconha 3 - ES Iconha 4 - ES

Iconha - ES

Iconha - ES                         Espirito Santo - ES           
População 12 514
Iconha é um município brasileiro do estado do Espírito Santo. Quanto à população, Iconha apresenta um grande crescimento populacional com a estimativa de 13 000 habitantes.

História

O município de Iconha teve início nas povoações de Piúma, no vale do rio Orobó, fundadas pelo padre José de Anchieta. Os colonizadores portugueses fixaram-se no ponto extremo navegável do rio Iconha e, em meados do século XIX, deu-se a formação do povoado que recebeu o nome do rio que corta o município.

Mais tarde, foi construída uma das primeiras estradas de automóvel pelo coronel Antônio José Duarte (uma importante figura do município a qual nomeia a principal escola e a rodovia), entre Piúma e Iconha. A cidade também instalou uma das primeiras linhas telefônicas do estado do Espírito Santo, em 1905, entre essas duas localidades.

Em 18 de novembro de 1904, foi elevada à categoria de vila, passando a ser sede do município de Piúma. Iconha teve sua emancipação política em 1938.

Geografia

Reconhecida pela sua ótima qualidade de vida, segundo estudos realizados, esta foi eleita a terceira cidade do Espírito Santo neste requisito. Iconha fica localizada ao sul do Espírito Santo. Sua população é, de maioria, descendente de italianos, sendo que, no interior o sotaque ainda é bem nítido.

Situada na micro-região 210, localizada a 90 km de Vitória (capital), a 40 km de Cachoeiro de Itapemirim, polo de desenvolvimento da região sul, e a 10 km das belas praias do sul do Estado, Iconha tem 190 km² (quilômetros quadrados), com topografia acidentada 15% ondulada e apenas 5% plana. Limita-se ao norte com Anchieta, ao sul com Rio Novo do Sul, a leste com Piúma e a oeste com Alfredo Chaves.

A sede municipal está a nove metros de altitude em relação ao nível do mar. O clima tropical (temperado) com temperatura média anual em torno de 23 graus. A maior ocorrência de chuvas se verifica de outubro a janeiro, com a densidade pluviométrica anual em torno de 1209 mm.

As principais serras são: Nova Esperança, Feia, Venezuela, Tapuio, Tocaia, Crubixá e a serra Pontuda que é a mais alta do Município.

Economia

Cidade com maior número de caminhões e carretas por habitantes do Brasil. A economia da região é baseada na agricultura. É um dos maiores plantadores de banana do estado, produzindo também café, feijão e milho. A fruticultura – principalmente acerola, goiaba, graviola, laranja e limão – também está em expansão no município.

Turismo

Iconha, localizado na BR-101, região de montanha, onde os imigrantes italianos encontraram terras e clima perfeitos para o plantio do café e da banana.

A origem tupi do nome do município prenuncia o potencial turístico e as belezas naturais da localidade. Iconha significa “morada entre montanhas”.

A natureza e área rural propicia belos passeios que circundam o Rio Iconha num percurso com quedas d'água, cachoeiras, mata atlântica e opções de lazer e agroturismo.

Junto aos produtos da agricultura familiar também foram se espalhando as construções típicas, hábitos e tradições dos europeus. Na gastronomia vinhos, polenta, biscoitos e doces da culinária italiana. O artesanato é diversificado e destaca-se a fibra da bananeira, encanta com as peças decorativas e os traçados dos baús, cestas e bolsas.

Uma história cheia de trabalho, fé e a cultura que se mantém até hoje, em vilarejos onde famílias italianas ainda vivem em casas típicas com varandas e jardins floridos, cercados por vales e cachoeiras. Esta história está exposta na Casa da Cultura.

Um povo alegre e hospitaleiro, as belezas naturais, a farta culinária, a tranqüilidade do campo e a arquitetura de imigrante, fazem de Iconha um lugar apreciável e não um lugar de passagem, mas um agradável destino, para todos os tipos de público que desejam desfrutar das diversificadas opções do turismo rural do município. Natureza, cultura e vida é o slogan que o município designou para representar o seu turismo rural.

Também em Iconha está instalado o PIT – Posto de Informação Turística da Rota da Costa e da Imigração.

O que fazer – caminhadas, trilhas, canoagem, Trilha Radical, vôo livre, agroturismo, ecoturismo, gastronomia e artesanato.

Circuito: Casa da Cultura - Localizado na praça Principal, o espaço cultural Zoe Rodrigues Misságia abriga o museu Histórico Municipal, com peças, documentos e fotos do imigrante italiano e português, o museu Fotográfico Municipal, com fotos da formação da cidade momentos históricos, a biblioteca Municipal e a loja da Assoarti Artesanato da Fibra de Bananeira.

Sítio Tokaia do Valle – A 3 km da sede na Rodovia BR 101, sul . Casarão reconstruído do século XVII , casa de chá local é muito utilizado para palestras oficinas e pequenos eventos,orquidário, produção orgânica.

Cachoeira do Meio – A 3 km do Sítio Tokaia do Valle seguindo a BR 101, sul entrando a direita em Copaíba seguindo por rodovia não pavimentada a 3 km vão surgindo várias quedas e remansos desta linda cachoeira.

Cachaça Pedra D'água a 7 km da sede seguindo a ES-375 Iconha-Vargem Alta, o alambique recebe turistas todos os dias tendo os familiares da empresa para guiar excursões e acompanhar todo o processo de produção.

Cachoeira de Salto Grande – A 3 km de Pedra d'água via ES-375 (não pavimentada)

Local às margens da rodovia onde a cachoeira apresenta várias quedas oferecendo agradável espaço apropriado para camping e pic-nic.

Sítio Vida – Da Cachoeira de Salto Grande seguindo a rodovia e entrando para a comunidade de Campinho a 6 km está o Casarão sede do Sítio Vida, Chalé para hospedagem, piscina de pedra e águas cristalinas, restaurante com comida natural e orgânica e maravilhosa paisagem dos vales e montanhas da região.

Hospedagem, pernoite, hotel 24h a 5 km de Iconha-ES: Hotel Capim Angola, garagem, banho quente, quarto limpinho, BR-101, Km 380 em Rio Novo Sul a 5km de Iconha-ES - Telefone 28 9901-9536

Festas e eventos

Festa da Polenta: na comunidade de Solidão, interior do município, no princípio de maio. O destaque é o almoço típico italiano (polenta, macarrão, galinha, queijo, linguiça, vinho).

Festa do Padroeiro Santo Antônio: em junho. A festa começa com a trezena de Santo Antônio nas comunidades. E acontece um almoço comunitário. À noite, procissão, missa, shows e barraca com comidas típicas.

Festa Agropecuária de Iconha: com exposição de gado e cavalos, concurso leiteiro e de marcha, rodeios, shows e barracas de comes e bebes.

Festa dos Caminhoneiros: em julho. Essa festa, que dura cinco dias, só podia acontecer em Iconha, conhecida como a Capital dos Caminhoneiros do Espírito Santo, por ser a sede de grandes empresas de transportes e cargas, algumas delas com centenas de empregados. A festa atrai centenas de caminhoeiros e milhares de visitantes, com intensa programação de shows, torneios esportivos, atividades religiosas e dezenas de estandes com diversas marcas de veículos e peças, onde são vendidos dezenas de caminhões. O ponto alto da festa é a Missa dos Caminhoneiros, no domingo pela manhã, seguida da carreata dos caminhoneiros, mas a maior atração do evento é o bingo de um cavalo mecânico Scania 0 km, no último dia da festa.

Festa da Cultura Italiana: apresentação de corais e danças folclóricas italianas, missa celebrada e cantada em italiano, exposição dos objetos do museu da cultura italiana, desfile e eleição da garota italiana, comidas típicas e shows com cantores e bandas Italianas.

Festa de Emancipação do Município: em 11 de novembro. Shows, baile de gala, palestras relacionadas a história do município e exposição de fotos e outros objetos que fazem parte da história de Iconha.

Festa Agropecuária: exposição de gado leiteiro e de corte, e cavalos, concurso leiteiro e de marcha, rodeios e shows, em novembro, durante a festa do município.