Manaus - AM
Manaus - AM

Capital   Manaus - AM
Área (km²) 1.570.745,680                                                            
Número de municípios                                         62
População estimada em 2010                             3.480.937

 

 
 
Pauini 1 - AM Pauini 2 - AM Pauini 3 - AM Pauini 4 - AM

Pauini - AM

Pauini - AM          Amazonas - AM 
População 18 153
Pauini é um município brasileiro do estado do Amazonas. Sua população estimada pelo IBGE/2010 era de 18 153 habitantes.

Situada à margem esquerda do rio Purus, com distância de 915 km em linha reta e 2.115 km por via fluvial da capital do Estado, Manaus.

Sua economia é baseada na agricultura de subsistência, em que grande parte de sua economia depende dos repasses dos governos, federal e estadual.

Tendo figurado como o município com um dos maiores índices de analfabetismo, no Censo de 1991, o município implantou um arrojado programa de erradicação e combate ao analfabetismo, cujos resultados são visíveis, com queda acentuada nesses indicadores.

A festa da cidade ocorre no período de 19 a 28 de agosto, em homenagem ao padroeiro Santo Agostinho, onde o municipío chega a receber cerca de quatro mil visitantes. No dia 19 de março, há a festa, em homenagem ao aniversário da cidade, com diversos eventos esportivos e culturais.

Em 19.12.1955, pela Lei Estadual nº 96, por desmembramento de Lábrea, é criado o município de Pauini, com sede em Terruaã, que é elevado à categoria de Cidade.
Os nordestinos, principalmente os cearenses, foram os pioneiros dos povoamentos de várias águas do Amazonas. Na zona do rio Purus esse povoamento iniciou-se às margens do grande rio, nas primeiras décadas da segunda metade do século XVIII, e pouco depois se estendeu aos afluentes caudalosos.
Habitavam primitivamente a região, os índios: Pamaris, Catuquinas, Purupurus, Cucamas, Jamadis, Canamaris e outros.
No ano de 1949, chegaram a Terruaã alguns padres da Ordem Monástica dos Recoletos de Santo Agostinho e edificaram uma capela provisória, que foi inaugurada em 15 de Agosto do mesmo ano, com a denominação de Nova Hipona Terruaã.
Em 01.04.1956, deu-se a instalação do município, sendo seu primeiro prefeito nomeado pelo governador do estado, o sr. Francisco das Chagas Evangelista. 

Setor Primário
- Agricultura: representada pela cultura de mandioca, abacaxi, arroz, fumo, feijão, melancia e milho. As culturas permanentes são: banana, laranja e limão.
- Pecuária: não tem muita representatividade na formação econômica do setor. Consiste na criação de bovinos e suínos voltados para o consumo local.
- Pesca: com características artesanais destinadas ao consumo local.
- Avicultura: sem expressão econômica pois a atividade, praticada em moldes domésticos, está voltada para o consumo familiar.
- Extrativismo Vegetal: concentra-se algumas atividades na extração de gomas não elásticas, de castanhas-do-pará e da madeira.