Manaus - AM
Manaus - AM

Capital   Manaus - AM
Área (km²) 1.570.745,680                                                            
Número de municípios                                         62
População estimada em 2010                             3.480.937

 

 
 
Ipixuna 1 - AM Ipixuna 2 - AM Ipixuna 3 - AM Ipixuna 4 - AM

Ipixuna - AM

Ipixuna - AM       Amazonas - AM
População 22 199
Ipixuna é um município do estado brasileiro do Amazonas. O nome do município veio do rio Ipixuna, um dos principais afluentes do rio Juruá, com a extensão de cerca de 300 km.

Desde 2000 onde a cidade foi classificada com o 5° pior IDH do Brasil, o governo tomou várias atitudes em relação a cidade.Hoje podemos notar belíssimas praças e várias áreas de lazer e turismo.

Ipixuna, em língua indígena, significa “água escura”, denominação que lhe foi dada pelos índios Catuquinas, Culinas e Canamaus.

Localiza-se a uma latitude 07º03'03" sul e a uma longitude 71º41'42" oeste. Na Microrregião de Juruá e Mesorregião do Sudoeste Amazonense. O município tem 16.332 habitantes (2003) e 13.631 km².

Em meados do século XIX dá-se a fixação de estrangeiros no território atual do município.
Em 1857, João da Cunha sobe o grande rio, até a foz do Juruá-Mirim. Em 1877, têm-se notícias de geral fixação de cearenses no rio Juruá. Em 1883, ocorre o povoamento de Riozinho (localizado no centro do atual município) por Arthur Marques de Menezes. Em 19.12.1955, pela Lei Estadual nº 96, é criado o município de Ipixuna desmembrado do município de Eirunepé. O município de Ipixuna foi constituído pelos subdistritos: Foz do Riozinho, Foz de Ipixuna, Foz do Hudson e parte dos de Foz do Gregório e Canidé, com sede na localidade de Guajará, elevada então à categoria de Cidade (1955). Em 18.02.1956, dá-se a instalação do novo município, tendo seu primeiro prefeito, nomeado pelo governo do estado, o Sr. Domingos Barbosa Filho. Em 05.06.1958 Ipixuna é enquadrado entre os municípios considerados “Área de Segurança Nacional”. Em 10.12.1981, é desmembrado do território que passa a constituir o município de Canamari.

- Agricultura: praticada através de culturas cíclicas com destaques para o abacaxi, cana-de-açúcar, arroz, melão e milho e nas culturas permanentes do coco, abacate, laranja, limão, mamão e tangerina.
- Pecuária: está baseada na criação de bovinos e de suínos, com produção de carne e leite destinada ao consumo local.
Pesca: desenvolvida de maneira artesanal, para o consumo local, sem peso acentuado na formação econômica do setor primário.
- Avicultura: o criatório de galinhas, patos, perus se desenvolve em caráter doméstico, para o consumo familiar e local.
- Extrativismo Vegetal: voltada para a exploração de madeira e borracha.