Macapá - AP
Macapá - AP

Capital             Macapá - AP                           
Área (km²) 142 814,585
Número de municípios 16
População estimada em 2010 668 689

 

 
Cutias 1 - AP Cutias 2 - AP Cutias 3 - AP Cutias 4 - AP

Cutias - AP

Cutias - AP  Amapá - AP
População 4 634
Cutias do Araguari é um município no sudeste do Estado do Amapá. A população estimada em 2003 era de 3774 habitantes e a área é de 2115 km², o que resulta numa densidade demográfica de 1,78 hab/km².

Seus limites são Tartarugalzinho e Amapá a norte, Macapá a sudeste e Ferreira Gomes a oeste.

O município de Cutias do Araguari foi criado pela Lei n.º 0006, de maio de 1992.

Os antigos moradores da região dizem que no lugar, em outras épocas, existia grande variedade de espécies de caça, entre elas a cutia, o que, provavelmente, deu origem ao nome do município. Existem também outras versões para a denominação do lugar, como a de que os primeiros moradores da localidade utilizavam como meio de transporte uma pequena embarcação, bastante ligeira, denominada "cotia".

O município possui uma floresta bastante vasta, com madeira de lei, onde se destacam as espécies de maçaranduba, andiroba e pracuúba. Sua fauna é uma das mais ricas do Estado, especialmente pela grande variedade de animais silvestres que a compõem. Alguns exmplos desses animais são a paca, a capivara, o tatu, a cutia, entre outras.

Se destacam economicamente no setor primário a agricultura e a pecuária. Também a criação dos gados bovino e bubalino, além da criação de suínos, constituem a principal atividade econômica do município.

No setor agrícola destaca-se a plantação da mandioca, cuja farinha misturada ao peixe resulta na famosa farinha de piracuí. Destacam-se ainda os plantios de milho e banana.

O setor pesqueiro do município vem gerando divisas para Cutias do Araguari, por já estar sendo exportado para outro locais. No setor secundário, embora o município seja rico em argila, não dispõe de grandes recursos para incrementar as indústrias. Possui, no entanto, uma usina de industrialização de leites e derivados e algumas serrarias. Como nos outros município do Estado do Amapá, a principal geração de renda vem do funcionalismo público.